21°C 27°C
Natal, RN
Publicidade

Rio Grande do Norte conquista 13 prêmios na FEBRACE 2024

Na maior feira de ciências para estudantes pré-vestibulares do Brasil, quatro projetos do estado foram premiados em uma das sete categorias gerais, as mais importantes premiações do evento

15/04/2024 às 18h30
Por: Adrovando Claro Fonte: Gabriel Martino
Compartilhe:
Rio Grande do Norte conquista 13 prêmios na FEBRACE 2024

A 22ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), realizada na Universidade de São Paulo (USP) pelo Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC), e promovida pela Escola Politécnica (Poli-USP) foi realizada em março. No evento, professores universitários e especialistas avaliaram centenas de projetos e concederam 13 prêmios a cinco projetos de estudantes de escolas no Rio Grande do Norte.

A FEBRACE é a principal mostra nacional pré-universitária de projetos de ciências e engenharia. Nesta edição, estiveram em exposição 226 projetos desenvolvidos por 498 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal. Os projetos com melhor avaliação ganharam troféus, medalhas e oportunidades de estágio e participação em eventos. Os prêmios foram concedidos pela organização da feira e por instituições parceiras, do Brasil e do exterior.

Entre as premiações destacam-se as classificações nos prêmios gerais da Feira, o principal prêmio do evento, que a FEBRACE divide em sete categorias. Na categoria Engenharia, ficou em terceiro lugar o projeto “Acessibilidade no transporte público, uma aplicação com sistema de prototipagem Arduino nano V3.0 ATMEGA328P”, de Carlos Eduardo Olímpio Souza, Esthefany Rillary Bezerra Soares e Victor Gabriel de Santos, alunos do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), do Centro de Educação Integrada Professor Eliseu Viana — ambos em Mossoró (RN) — e da Escola Estadual José Calazans Freire, em Upanema (RN).

Ainda em terceiro lugar, desta vez na categoria Ciências Agrárias, ficou o projeto “O uso de matéria orgânica proveniente de terrenos baldios como forma de revitalizar solos degradados, uma alternativa viável na agricultura familiar no semiárido nordestino”, de Vitória Sabrina da Silva Leite, aluna da Escola Estadual Monsenhor Raimundo Gurgel, também em Mossoró. Onde também foi realizado o projeto “Clean Water: o estudo da potabilização da água do Rio Mossoró utilizando recursos naturais e de baixo custo - fase II”, de Antônio Arthur Russo Firmino e Maria Letícia Fernandes de Queiroz Costa, alunos do Colégio Diocesano Santa Luzia — terceiros colocados na categoria Ciências Exatas e da Terra e que também conquistaram o Prêmio Genius Olympiad, que concede credenciais para participação na Genius Olympiad 2024, feira a ser realizada em junho deste ano, nos Estados Unidos.

Na quarta colocação, na categoria Ciências Biológicas, ficou o projeto “Larvicidal aedes (fase II)”, de Anna Nicolly de Araújo Ferreira e Marília Clara da Silva, estudantes da Escola Estadual Rui Barbosa, em Tibau (RN).

Lenium - Criar site de notícias